1disco: Blur – The Magic Whip

blur-2015Talvez, para alguns, o novo álbum do Blur mostra o velho Blur de sempre. Sim, é isso mesmo, porque não tem nada de novo. E, particularmente, eu acho isso muito legal. Antigamente eu pegava um cd e conseguia ouvir inteiro e ininterruptamente, sem pausas. Agora me deparo com o velho Blur de Damon Albarn (que também mantinha as bandas Gorillaz e The Good The Bad & The Queen), que me satisfaz completamente.

Como o álbum foi gravado em Hong Kong, várias músicas fazem referência aos países asiáticos, e também começa pela capa. A primeira música Lonesome Street” é o antigo Blur, na veia. Já o primeiro clip “Go Out” remete imediatamente ao Gorillaz. “Ong Ong” e “Pyongyang” (uma bela balada que fala: “Garota o mausoléu caiu/E as avenidas perfeitas/vão parecer vazias sem você/E a luz rosa que banha/Os grandes líderes está desaparecendo/No momento em que o seu sol está nascendo lá/Aqui fora está se tornando azul/Os foguetes de prata vindo/E as cerejeiras de Pyongyang/Mas eu estou vivendo).
Mas, na minha opinião, as melhores performances estão em “Ghost Ship” e “My Terracotta Heart”.
Este é um dos bons álbuns do ano.

 

Sobre Severo

GREMISTA FANÁTICO... com preferências simples e/ou complicadas: comidas, músicas, filmes, viagens, escrever sobre curiosidades do dia-a-dia...
Esta entrada foi publicada em Bandas com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s