1opinião: GRÊMIO 2 x 0 Ceará

Ontem aconteceu o que deveria ter acontecido no primeiro turno: vitória do Grêmio em confronto contra um time fraco e limitado. Simples assim. Apesar da escalação, o time até que se portou bem. Não correu grandes sustos, Ceará é muito limitado e o único jogador deles que poderia desequilibrar não vive um bom momento. No primeiro tempo, no início do jogo o Ceará até tentou propor o jogo, mas esbarrou num Grêmio melhor estruturado e perigoso. Poderia ter aberto o placar antes, mas não aconteceu, e quando o Ceará cresceu o Grêmio teve as melhores chances e converteu: Diego Souza e Ferreira resolveram o jogo.

O segundo tempo o Grêmio jogou mais tranquilo e administrou a partida, mesmo assim Felipão conseguiu novamente fazer cagada: é impossível que com o tempo de treinamento ele ainda consegue achar explicação para confiar em jogadores como Éverton, Leo Pereira e Cortez. Campaz nem entrou em campo.

Lucas Silva e Thiago foram os melhores. Ferreira jogou bem, assim como Diego Souza e Rafinha. Alisson ainda continua da mesma maneira, corre demais e quando chega para definir a jogada não tem força. Villasanti consegue dar mais dinâmica ao meio campo, mas eu acho que ele deve jogar junto com Thiago e Lucas Silva.

Enfim, acredito que houve uma melhora e o time tem que seguir evoluindo e isso somente os próximos jogos vão nos mostrar.

Publicado em Futebol, Grêmio, Gremio | Publicar um comentário

Dia da Cachaça

Hoje é o dia da marvada, da cachaça, da pinga, … ou o nome pelo qual você conhece essa iguaria. Mas uma coisa é certa: independente do momento, pura ou uma caipirinha (caipirinha raiz), é uma delícia. E para demostrar isso, olha só a inspiração que o rock teve com ela. Três petardos, que ao meu ver, se conectam com o tempo e elevam a idolatria da nossa bebida oficial. E nesta levada as três músicas se rock que vão fazer você sentir vontade de provar (se ainda não provou) a deliciosa cachaça ou pinga e comemorar.

No meu entendimento a principal delas é “Um Copo de Pinga” da banda Titãs, lançada em 11/1995, no álbum Domingo. A banda foi muito feliz em detalhar os dias da semana e como é realizado o processo da fabricação da cachaça num engenho, com uma batida cadenciada violão e pandeiro com letra inteligente. Essa música parece que nasceu para que as demais se encaixassem numa trilogia que demonstra fabricação, divagação e resultado da “marvada” nas nossas ações (as outras duas não são dos Titãs).

A segunda melhor música, nasceu um ano depois com a banda Pato Fu e “Pinga”, no álbum Tem Mas Acabou (1996). A música é divertida e parece seguir a evolução da “marvada”, observe o trecho: “Eu tomo pinga / Eu não sei o que é melhor pra mim / Eu tomo pinga / Mesmo já sabendo o que vai dar no fim / Eu tomo pinga / Será que eu tô gostando de viver assim? / Eu tomo pinga / Será que isso é bom ou ruim?”. Parece a evolução da música dos Titãs.

E que vai culminar na música “Cachaça” da banda Vanguart , lançada apenas em 2007 no primeiro álbum da banda de Cuiabá (MT). E que chega depois de um monte de singles, desde 2002. O que chama atenção na letra de “Cachaça” é que sai da mesmice dos versos simples: “E só me vem quando não há certeza / Me desconjuros pra apagar a beleza / Da incertidumbre das mesmas mãos que as suas / E me atinge da melhor maneira / Como cânhamo ou cachaça certeira / Pra antecipar a quarta-feira”.

Tudo muito simples, mas necessário para lembrar que a cachaça ou pinga é uma bebida que nos leva aos piores e melhores sentimentos. VIVA A CACHAÇA.

Publicado em Bandas, Música | Publicar um comentário

1trailer: Matrix Resurrections

O último trailer promete… e esse reencontro do Neo e a Trinity? Muitas e boas expectativas para estreia do filme.

Publicado em 1filme, Filmes, Trailer, valeEsperar, vídeo | Publicar um comentário