livro da quinzena: a OUTRA MULHER – Daniel Silva

Se você não conhece pode pensar que Daniel Silva é um escritor brasileiro, mas está totalmente enganado: ele é americano e é frequência constante  no topo da lista semanal dos livros de ficção do jornal New York Times. No currículo do escritor, livros como: O Espião Improvável, A Marca do Assassino, A Infiltrada, Anjo Caído, A Garota Inglesa, O Espião Inglês, A Viúva Negra e são uma boa base para conhecê-lo. Com bastante ênfase em intrigas internacionais, Daniel Silva é um dos melhores escritores de romance de espionagem, com obras primas da literatura mundial. 

Sinopse: enquanto Gabriel Allon, agora chefe da agência de inteligência israelense — o “Escritório” —, perde um de seus maiores contatos dentro da KGB após uma missão fracassada, uma misteriosa francesa (que vive num lugarejo isolado da Andaluzia) está escrevendo um livro de memórias sobre o homem que ela amou e o filho que foi tirado de seus braços. Apesar de, à primeira vista, não terem conexão alguma, os dois eventos estão profundamente ligados, pois a mulher guarda um dos maiores segredos da antiga inteligência soviética e pode ser a chave para Allon desmascarar uma das maiores conspirações do Ocidente que, se revelado, colocará o destino do planeta em risco. 

A história que se desenrola entre Budapeste, Viena, Beirute, Telavive, Washington, Londres, Berna, Galileia, Sevilha, Zahara, Andaluzia, Estrasburgo e, também, entre serviços secretos como o MI5. MI6, CIA e KGB. 

O livro lançado no Brasil em 2019, é empolgante e difícil parar de ler depois que iniciar e, apesar de ser um drama tenso que se desenrola lentamente, mostra toda a inteligência do autor num ótimo final. 9  

Compartilhar
2.1
Rated 2.1 out of 5
Regular14%
Muito bom0%
Bom43%
Ótimo0%
Excepcional14%

Posts Recentes