#estanteViva: Menina Boa Menina Má de Ali Land

Os corações das crianças pequenas são órgãos delicados. Um começo cruel neste mundo pode mudar para sempre o seu destino. Nome novo. Família nova. Eu. Nova. Em folha. A mãe de Annie é uma assassina em série. Um dia, Annie a denuncia para a polícia e ela é presa. Mas longe dos olhos não é longe da cabeça. Os segredos de seu passado não a deixam dormir, mesmo Annie fazendo parte agora de uma nova família e atendendo por um novo nome – Milly. Enquanto um grupo de especialistas prepara Milly para enfrentar a mãe no tribunal, ela precisa confrontar seu passado. E recomeçar. Com certeza, a partir de agora vai poder ser quem quiser… Mas a mãe de Milly é uma assassina em série. E quem sai aos seus não degenera.

Que fique bem claro: o livro é “sombrio, tenso e envolvente”. Desde a primeira página, você vai prender a respiração durante a leitura e não desgrudará até o final. É claro que isso para quem gosta de uma boa e desenvolvida história. A personagem principal que nasceu Annie e depois se transformou em Milly relata bem os casos, não com extrema violência mas de uma forma simples e dolorosa, psicologicamente é forte. Sabemos que muitos dos atos abusivos são reais, em qualquer lugar do mundo e o livro escancara isso.

É desconfortável, bruto e necessário. Um belo livro de uma escritora que eu não conhecia e só comprei este livro porque estava num aeroporto e não tinha nada para ler. Grata supresa: TOP D+.

Compartilhar
2.1
Rated 2.1 out of 5
Regular14%
Muito bom0%
Bom43%
Ótimo0%
Excepcional14%

Posts Recentes